PROADI-SUS traz resultados positivos para a FHSFA

- Categoria: Destaque home

Por meio do programa do Ministério da Saúde, Fundação reduziu em 50% o número de IRAS nos CTI’s, em 2018; novo projeto já está em andamento nos Bloco Cirúrgicos

A Fundação Hospitalar São Francisco de Assis (FHSFA) é um dos hospitais brasileiros de excelência reconhecida que fazem parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS), criado pelo Ministério da Saúde com a proposta de contribuir para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde. Integrando o Programa desde 2017, a Fundação fechou 2018, ano em que começou a ser desenvolvido o primeiro projeto, apresentando grandes resultados.

Nessa fase, foi implementado na FHSFA o projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”, que tem como foco reduzir em 50% as taxas de infecções no Centro de Terapia Intensiva (CTI) 2. As ações, porém, estão sendo estendidas para os demais CTI’s do Complexo Hospitalar São Francisco (CHSF). Como resultado, só em 2018, foram evitadas 61 Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS), em comparação a 2017, e 16 vidas foram salvas.

A Líder do Projeto, Dra. Michele Tereza Souza, explica as melhorias alcançadas em relação à segurança dos pacientes dos CTI’s. “De um modo geral, registramos expressivas quedas no número de IRAS relacionadas a sepses associadas ao uso de cateter venoso central, de infecção do trato urinário vinculada à sondagem vesical de demora e, sobretudo, de pneumonias relacionadas à ventilação mecânica”, diz.

Os bons resultados também são fruto da mentoria realizada pelo Hospital Israelita Albert Einstein, instituição que apadrinhou o São Francisco para o desenvolvimento das ações do PRAODI-SUS, como pontua a Superintendente de Serviços Hospitalares da FHSFA, Adriana Melo. “Os consultores acompanham todas as ações da nossa equipe multidisciplinar, tanto por meio de visitas periódicas quanto por encontros virtuais. Com todo o conteúdo adquirido, realizamos reuniões e treinamentos voltados para a adoção das melhores práticas, discutimos pontos relevantes e traçamos estratégias para atingir as metas estabelecidas dentro do programa. Todo esse trabalho se refletiu nos resultados observados nos Centros de Terapia Intensiva”, afirma a Superintendente.

Do CTI’s para os Blocos Cirúrgicos

Paralelo às ações do PROADI-SUS nos CTI’s, um novo projeto já foi iniciado, agora focado nos Blocos Cirúrgicos das Unidades Concórdia e Santa Lúcia. Ainda contando com a mentoria do Albert Einstein, o objetivo é tornar a gestão e os processos da área mais eficientes. Para isso, de acordo com Adriana Melo, o indicador macro considerado é o giro de salas. “Nossa meta é melhorar significativamente a nossa performance nesse sentido. Para isso, estamos analisando fatores como a taxa de atraso da primeira cirurgia do dia, higienização, montagem e desmontagem das salas, entre outros fatores fundamentais para diminuir a ociosidade dos Blocos”, comenta a Superintendente.

O segundo projeto do PROADI-SUS no Complexo Hospitalar São Francisco é baseado na Metodologia Lean, que visa otimizar fluxos de produção nas organizações. Com o acompanhamento dos consultores do Albert Einstein, a proposta é promover, primeiro, uma mudança de visão nas equipes que possuem interface direta e indireta com os Blocos para, então, implementar soluções nas duas unidades, sem custos financeiros ou estruturais.

Para a Coordenadora do Bloco Cirúrgico da Unidade Santa Lúcia, Ana Isabel Fernandes, será uma grande oportunidade de melhoria de processos operacionais. “Por meio dessa metodologia, esperamos aumentar a nossa eficiência, impactando na redução de desperdícios de materiais e medicamentos, na gestão financeira e na assistência aos nossos pacientes”.

Essa mesma expectativa é compartilhada pela Supervisora do Bloco Cirúrgico da Unidade Concórdia, Danúbia dos Santos, “Nós estamos buscando e esperando essas melhorias que vão beneficiar as equipe médicas, de enfermagem e, acima de tudo, os usuários do nosso hospital”, finaliza.

No comments yet.


Desculpe, o formulário de comentários está fechado no momento.